Sede Administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia – Nordeste

União Nordeste Brasileira

Lição de PG nº 8 |22/02 |Solo ou semente?

“E falou-lhe de muitas coisas por parábolas, dizendo: Eis que o semeador saiu a semear.” Mateus 13:3

O uso das parábolas tem várias justificativas, mas queria destacar apenas três: 1ª elas simplificam o complexo; 2ª captam a atenção, afinal, quem não gosta de uma boa história? e 3ª  suavizam uma mensagem difícil sem perder a integralidade. A parábola do Semeador retrata entre muitas coisas, a dor de um Deus que, ao nos dar o livre arbítrio, tem que lidar com a rejeição. Há um aspecto cíclico na parábola: semente – solo – resultados. Resultados que em sua maioria foram prejudiciais à semente. O problema não estava no Semeador (Jesus) ou na semente (Evangelho) mas sim no solo, que somos eu você.

Algumas coisas precisam ficar claras antes de prosseguir: Primeiro, a eficiência incontestável do Semeador, pois Ele sabia o que estava fazendo e não era um aventureiro inexperiente. Segundo, a Semente era de qualidade inigualável, não haveria barreira de esterilidade que ela não pudesse romper.

Então nos resta o solo, que de alguma forma sempre frutifica, mas nem sempre com a colheita abundante ou com a durabilidade desejada.  Não há dúvida que o problema dos resultados gira em torno do solo ou, sendo bem claro, o terreno da nossa alma.  Por falta de profundidade ou por razões externas, que são sempre nossas escolhas, esse solo acaba não produzindo o resultado desejado. O problema somos nós, chega de terceirizar a culpa!

PARA DISCUTIR

1.            Você consegue encontrar na parábola outro culpado além do solo?

2.            Você crê em determinismo? Ou, podemos mudar a condição do solo?

Se dermos a Palavra ao Agricultor, sem dúvidas, perceberíamos que o grande desafio está no solo. Porém, não podemos negar que o inimigo trabalha para esterilizar o solo de muitas maneiras. Ele não pode fazer isso sem nossa permissão. Sabe algo que percebo olhando a Bíblia com mais amplidão? Que o solo pode mudar de morto e estéril para vivo e fértil, mas nesse caso também é preciso tomar uma escolha. Não deixe o Semeador só lançar a semente, mas arar a terra, não importa quão pouco promissora pareça, Deus mudará a realidade dela. Um dos tesouros dessa parábola é que se Ele continua a lançar a Semente, é porque não desistiu de nós.

Não desanime com o tipo de solo que você é, foque no semeador. Ele é especialista em mudar histórias!

Autor: Pr. Paulo Fernando – Ministerial da Associação Pernambucana