Sede Administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia – Nordeste

União Nordeste Brasileira

Lição de PG nº 36 – 7 de setembro – Escolhas

Publicado por: rutesouza

ESCOLHAS

“Foi pela fé que, Moisés, quando cresceu recusou ser tratado como neto do rei, e  ESCOLHEU, partilhar os maus tratos do povo de Deus, ao invés de desfrutar os prazeres passageiros do pecado.” Hebreus 11: 24 e 25

Tomar decisões muitas vezes não é uma tarefa fácil. Um dos desafios mais frequentes é escolher. O pior é que fazemos isso a todo instante. O que vamos comer? O que vamos vestir? Qual a profissão assumir?

O maior conflito que enfrentamos, diante de situações como essas, é que não queremos errar. Augusto Cury afirmou: “Uma pessoa imatura pensa que todas as suas escolhas geram ganhos. Uma pessoa madura sabe que todas as escolhas tem perdas.”

Um dos grandes privilégios que Deus concedeu ao homem foi o direito de escolher. Como seria a vida sem escolhas? Seria algo terrível, pois pareceríamos um robô pré-programado. As escolhas nos ajudam a crescer, a amadurecermos em nossa caminhada.

Os grandes homens e mulheres da história tiveram que escolher. Em algum momento, tomaram decisões importantes. Foi assim com Abraão, José, Rute, Daniel, Noé, Jó, Moisés, entre outros. Na história secular não é diferente. Abrahan Lincon, Nelson Mandela, madre Tereza, nos deixaram exemplos importantes os quais afetam os que estão a nossa volta.

Em Hebreus 11:23-27, o autor fala dos heróis da fé. Apresenta Moisés tomando uma grande decisão. Ele recusou, escolheu não ser reconhecido e tratado como filho da filha de Faraó, preferiu ser identificado com os hebreus. Aparentemente sua escolha parecia equivocada, pois perdeu os “privilégios” que tinha por ser neto de Faraó. Mas, ela fez toda a diferença para sua vida e para o povo de Deus.

Liderar o povo de Deus não foi tarefa fácil, exigiu fé e dependência de Deus. Hoje, Moisés não é lembrado como um grande Faraó, mas como libertador do povo de Israel do cativeiro egípcio. Ele está na Canaã Celestial, é membro da corte do céu, tudo por causa da sua decisão.

Não é preciso se arriscar sozinho para tomar decisões acertadas. Deus, o todo Poderoso, dispõe-se a auxiliar-nos nessa tarefa:

“Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir; e, sob as minhas vistas, te darei conselho.” Sl 32:8.

Quanto conforto, alento e esperança essa promessa nos traz. Antes de tomar uma decisão reflita:
a) Qual a vontade de Deus?
b) Reúna todas as informações
c) Pense nas possibilidades ou nas consequências
d) Não dê ouvidos aos temores
e) Confie que Deus vai estar ao seu lado.

A vida exige que decisões sejam tomadas, mesmo quando parecem difíceis. Como vemos, decidir muitas vezes significa perder para ganhar. Principalmente quando essa decisão envolve o nosso relacionamento com

Deus e a vida eterna. Moisés decidiu perder as glórias do Egito pelo galardão eterno. Deus, através do Espírito Santo dispõe-se a nos ajudar em nossas escolhas.

PARA DISCUTIR

1. Como você faz diante das duvidas que surgem na hora de tomar uma decisão?
2. Como foi sua experiência ao tomar a decisão de ser cristão?
3. Você conhece alguém que precisa tomar uma decisão? O que você pode fazer para
ajudar?

“Devemos escolher o direito porque é direito e com Deus deixar as consequências.”
(EGW)

 

AUTOR: Pr. Israel Rodrigues
Ministério Pessoal – Associação Cearense