Sede Administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia – Nordeste

União Nordeste Brasileira

Lição de PG nº 17 – 27 de abril – Da Caverna para o Céu

Publicado por: rutesouza

DA CAVERNA PARA O CÉU

“Ali, entrou numa caverna, onde passou a noite; e eis que lhe veio a palavra do SENHOR e lhe disse: Que fazes aqui, Elias? ” 1 Reis 19:9.

A depressão é uma doença. Trata-se de um distúrbio mental, hormonal, espiritual, carregado de tristeza, baixa autoestima e pensamento suicida. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), a depressão ocupará o segundo lugar no ranking dos males que mais matam nos próximos 20 anos. No Brasil, cerca de 10% da população sofre de depressão.

Essa doença alcança todas as faixas etárias, todas as classes sociais, e até mesmo pessoas que estão intimamente ligadas à religião. Muitos tabus e preconceitos foram criados no âmbito religioso sobre esse assunto, talvez devido à forma simplista de caracterizar essa doença, apenas como consequência direta de alguma prática pecaminosa.

Além disso, os especialistas afirmam que três fatores são preponderantes para o surgimento da depressão. Eles são classificados como:
1. Endógenos: causas internas, de origem biológica ou predisposição hereditária.
2. Exógenos: causas externas – perdas, morte, estresse, desemprego, divórcio.
3. Pós-Adrenalina: hormônio que responde aos estímulos externos em uma situação de risco. O corpo que recebe grandes cargas desse hormônio pode ser acometido por um processo inverso, ou seja, tristeza.

Possivelmente alguns desses fatores estavam presentes em Elias, quando ele foi levado por circunstâncias adversas até a caverna (1 Reis 19:8 e 9).

A caverna (Depressão) do Profeta Elias:

Elias profetizou em tempos difíceis, a maior parte da nação estava apostatada. Até mesmo alguns líderes estavam inseridos numa espécie de “culto dividido”. Mesmo assim, Deus estava mostrando provas de Seu amor para com Israel. Era plano de Deus começar uma reforma espiritual através do ministério do profeta Elias. Veja o que o Senhor fez:

Elias predisse uma grande seca e durante a mesma foi alimentado por corvos (1 Reis 17:1); pelo poder de Deus multiplicou farinha e azeite na casa da viúva de Sarepta (1 Reis 17:15 e 16); ressuscitou o filho da viúva (1 Reis 17:21 e 24); batalhou com os falsos profetas no Monte Carmelo, 450 profetas de Baal e 400 do poste-ídolo (1 Reis 18:19-40); ele orou e, depois de três anos e meio, choveu em Israel (1 Reis 18:41-44); correu a frente da carruagem do rei Acabe até a entrada de Jezreel (1 Reis 18:45 e 46).

Tudo estava indo muito bem no ministério de Elias, até que Jezabel, esposa idólatra do rei Acabe disse: “Façam-me os deuses como lhes aprouver se amanhã a estas horas não fizer eu à tua vida…” (1 Reis 19:2). Essa ameaça de morte derrubou todas as certezas do profeta ao chão. Desiludido, pediu a morte (1 Reis 19:4). Em seguida caminhou quarenta dias até chegar a uma caverna, em Horebe (1 Reis 19:8 e 9).

O Deus que nos salva da caverna (Depressão):
Deus foi à procura de seu filho. Não poderia deixá-lo em tais circunstâncias abandonado. O Senhor tinha uma mensagem
para ele: “Eu, todavia, não me esquecerei de ti.” (Isaías 49:15). O antídoto de Deus para curá-lo de sua depressão era:
Comunhão, Relacionamento e Missão. Leia 1 Reis 19:11-18.

Comunhão: Elias precisava ter uma correta visão de Deus. (1 Reis 19:12).

Relacionamento: Elias precisava ter mais contato relacional com as pessoas; (1 Reis 19:18).

Missão: Elias não poderia ficar estacionado naquela caverna. (1 Reis 19:19).

O Deus que nos leva ao céu:
O profeta resolveu colocar em prática aquilo que o Médico dos médicos, o Psicólogo dos psicólogos lhe prescrevera. Era simples: Comunhão, Relacionamento e Missão. Os resultados foram rápidos e progressivos. O homem de Deus estava curado. Todavia Deus tinha muito mais a lhe dar: “Havendo eles passado, Elias disse a Eliseu: Pede-me o que queres que eu te faça, antes que seja tomado de ti. Disse Eliseu: Peço-te que me toque por herança, porção dobrada do teu espírito. Tornou-lhe Elias: Dura coisa pediste. Todavia, se me vires quando for tomado de ti, assim se te fará; porém, se não me vires,
não se fará. Indo eles andando e falando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao céu num redemoinho.” (2 Reis 2:9-11)

Lembre-se: O Deus que nos tira da caverna, é o mesmo que quer nos levar ao céu!

Cristo o restaurador:

Os problemas da vida podem nos levar ao deserto. Podem nos aprisionar em uma caverna escura! Mas se olharmos para fora veremos uma Luz, é Jesus… Ele virá com sua voz suave, tranquila! Você pode ouvir a Sua voz agora falando ao seu coração? Ele não está no forte vento! Ele não está no terremoto! Ele não está no fogo! Ele está na voz suave e tranquila que vai te trazer a paz… Escute a Sua voz. Ele vai tirar você da caverna dos seus medos e dificuldades e vai te levar para o céu. Sim! Da
caverna para o céu…

“Aquele que fez a mente do homem sabe o que ela necessita. Unicamente Deus é quem pode curar. Aqueles que se acham doentes da mente e do corpo tem de ver em Cristo o restaurador. “Porque Eu vivo”, diz Ele, “vós vivereis” João 14:19. Esta é a vida que nos cumpre apresentar aos doentes, dizendo-lhes que, se tiverem fé em Cristo como restaurador, se com Ele cooperarem, obedecendo às leis da saúde, e se esforçando por aperfeiçoar a santidade em Seu temor, Ele lhes comunicará Sua vida. Quando por essa maneira lhes apresentamos a Cristo, estamos transmitindo um poder e uma força de valor, porquanto vem de cima. Esta é a verdadeira ciência da cura do corpo e da alma.” (Ellen G. White – A Ciência do Bom Viver, p. 243).

PARA DISCUTIR

1. O que podemos fazer para termos uma correta compreensão sobre Deus e Sua verdade?
2. Quando as dificuldades aparecem, é melhor guardá-las para si ou compartilhá-las?
3. Quem é o maior beneficiado: O que leva o Evangelho ou quem recebe o Evangelho?

Versos estudados nesta lição:
1 Reis 19:8-18; Isaías 40:31; 1 Reis 17:1-24; 1 Reis 18:19-46; Isaías 49:15; 2 Reis 2:9-11; João 14:19

 

AUTOR: Pr. Lucas Cainã
Ministério Jovem – MisAL