Sede Administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia – Nordeste

União Nordeste Brasileira

14 – DESCOBRINDO O MEU CHAMADO

Publicado por: Meirinaldo Júnior

Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século. (Mateus 28.18-20)

No texto acima, facilmente percebemos que há um chamado universal no qual você se encaixa e que serve para todos os cristãos: fazer discípulos. Quando Jesus falou isso, estava em sua última reunião com os apóstolos e contava com eles para revolucionar o planeta! É difícil descrever a importância desse momento, pois, dali em diante, o Mestre não estaria mais fisicamente com eles. Mesmo assim, a sua estratégia era simples: fazer discípulos de Jesus.

A nação para onde você deve ir e as ferramentas que recebeu estão intimamente ligadas. Elas precisam estar alinhadas para que você descubra e cumpra o seu chamado. Vamos estabelecer que uma nação é um grupo social, e não simplesmente um país. Cada grupo tem seus próprios costumes, “idiomas” e práticas. Os médicos usam gírias e frequentam lugares diferentes dos skatistas, assim como as manicures têm hábitos diferentes dos professores universitários. Empresários têm um universo bem peculiar, enquanto publicitários e estilistas se entendem melhor. Para cada grupo desses há uma maneira diferente de alcançar a atenção a fim de expor o evangelho. Deus deu, para cada um de nós, as ferramentas necessárias para testemunhar de Jesus e do evangelho, de modo que façamos discípulos dele.

Há uma ilustração da Helena Tannure que ajuda a entender a ligação entre o chamado e as ferramentas: um pai vai enviar dois filhos para viajar, cada um para um destino. Como um deles irá para o Alasca, esse pai colocou na bagagem do filho casacos de neve, meias de lã e botas de pelo. Na mala do outro, que viajará para o Havaí, ele colocou roupas de banho, chinelos e shorts. No entanto, a caminho do aeroporto, os filhos acabaram trocando suas malas e partiram para os seus destinos com a bagagem equivocada! É evidente que eles não vão sobreviver nos países para onde foram com as malas que levaram. Um deles vai congelar de chinelos no Alasca e o outro derreterá usando pesados casacos no Havaí.

A ferramenta que você recebe define a “nação” para onde você irá. Por isso, se Deus o presenteou com dons e talentos, saiba que você precisará deles para cumprir o chamado universal de Cristo. Falar em público, ter facilidade nos relacionamentos, tocar um instrumento, administrar sabiamente, desenhar, escrever, estudar, praticar um esporte são apenas algumas das ferramentas que Deus nos dá. Não fique frustrado por não ser tão bom em fazer contas como o seu irmão, pois o Senhor não se esqueceu de detalhe algum ao criar você. A comparação é uma armadilha para nos tirar dos planos de Deus. As habilidades que você tem são perfeitas para alcançar a “nação” para a qual o Senhor o designou.

AJUSTE A CÓPIA CONFORME O MODELO

Você já sabe quais são as ferramentas que recebeu? Faça uma lista das suas características e procure ver como elas se integram. Mostre a um amigo ou a um mentor e veja se consegue estabelecer um perfil. Depois, tente saber quais são os grupos de pessoas que você consegue alcançar com a bagagem que tem ao seu dispor. Pergunte-se então: Será que estou usando as ferramentas que Deus me deu e fazendo discípulos em todos os grupos que frequento?

ORE COMIGO:

Pai, sei que você me deu talentos e ferramentas para cumprir o chamado de Jesus de anunciar o evangelho, mas não sei como usar o que o Senhor me deu e ainda não sei com clareza quais são minhas habilidades. Peço que você me ajude a descobrir e a usar as ferramentas que ganhei do Senhor e que eu seja uma cópia fiel de Jesus, no nome de quem oro, amém.