Sede Administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia – Nordeste

União Nordeste Brasileira

04 – INCONSTÂNCIA

Publicado por: Meirinaldo Júnior

Como é feliz aquele que não segue o conselho dos ímpios, não imita a conduta dos pecadores, nem se assenta na roda dos zombadores! Ao contrário, sua satisfação está na lei do Senhor, e nessa lei medita dia e noite. É como árvore plantada à beira de águas correntes: dá fruto no tempo certo e suas folhas não murcham. Tudo o que ele faz prospera! Não é o caso dos ímpios! São como palha que o vento leva. Por isso os ímpios não resistirão no julgamento nem os pecadores na comunidade dos justos. Pois o Senhor aprova o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios leva à destruição! (Salmo 1.1-6)

 

Você já se perguntou por que vivemos uma verdadeira montanha-russa na nossa experiência espiritual diária? Por que nos alternamos entre altos e baixos? A resposta está nas Escrituras. Podemos nos maravilhar com o conselho de Deus no primeiro salmo, em que dois modelos de pessoas são contrastados: o primeiro tipo de pessoas é comparado a uma árvore, o segundo, é comparado à palha. As pessoas do tipo árvore são constantes, mas as do tipo palha são instáveis e volúveis. Como podemos identificá-las?

A primeira característica da palha é ser levada pelo vento; são pessoas que sobem muito rápido, começam a vida com Deus e em pouco tempo estão lá em cima com a sua vida espiritual. Ele não orava, mas agora passou a orar duas horas por dia! Vai na vigília, sobe o monte para orar, se aproxima de você e diz: “Estou fazendo jejum”, e você pergunta: “É? Do quê?”. “21 dias só de água!”, responde. Ele sobe muito rápido. É diferente da árvore, que tem um crescimento lento. Você a observa e nem percebe que ela está crescendo, mas ela é constante.

Outra triste característica é que a palha tem necessidade de ser soprada a todo instante. Aonde o sopra o vento, para lá ela se dirige. Essas pessoas vivem dos modismos e de atualidades, estão sempre em busca de algo novo. A árvore não, ela tem raízes e fica ali, firme no mesmo lugar. Você passa e a observa ali, ano após ano. Lá ela permanece. A palha é frágil; se cair uma bituca de cigarro acesa, a palha se acabou, pois facilmente pega fogo e desaparece. Se chover também, a palha apodrece e acaba. Qualquer tempestade, qualquer vento na vida dessa pessoa a leva a quebrar e a desistir, pois é frágil. A árvore não, ela aguenta o vento e suporta a tempestade. Se vier a doença, ela permanece, se for surpreendida por uma traição, permanecerá firme. Por quê? Porque ela tem raízes que a fazem resistente. Outra diferença entre elas é que a árvore dá frutos, produz alimento para os outros, já a palha não, ela é estéril e vive para si somente.

COMO SER CONSTANTE? COMO SER UMA ÁRVORE?

O salmista nos apresenta preciosos princípios. No início, ele diz:

Como é feliz aquele que não segue o conselho dos ímpios, não imita a conduta dos pecadores, nem se assenta na roda dos zombadores!

As perguntas que Davi e eu fazemos para você são:

Com quem você está andando?

Onde você está parando?

Onde você está se sentando?

Especificando melhor, seria: Que conteúdos você tem consumido? Quem são os seus conselheiros?

Na era da internet, não é preciso uma pessoa física. Não é com quem você está andando fisicamente ou com quem você está se sentando para conversar. No nosso mundo virtual, as questões se modificam:

Que blog você está acessando? Quem são os youtubers que você está ouvindo? Quem são os formadores de opinião que você segue? Quais são as contas do Instagram que você segue? Quais são as páginas do Facebook que você acessa?

Talvez alguém se defenda dizendo que só assiste para dar umas risadas. Porém, cada conteúdo, cada fala e cada piada carrega dentro de si um modo de pensar, uma mentalidade, e quando você ouve muito determinada pessoa, aquele estilo de pensamento passa a ser importado e acaba sendo um pouco da nossa própria mentalidade.

Permita-me ser claro: se você realmente deseja mudar de vida, vai ter que mudar o conteúdo que acessa e consome. Não adianta falar assim: “Douglas, eu já tiro o meu tempo devocional diariamente, pois me sento antes de começar o serviço e passo vinte minutos lendo uma página da Bíblia com uma oração de cinco minutos”, pois depois você passará de quatro a cinco horas se abastecendo de outros conteú- dos. Como sua mente será renovada dessa maneira? Quem formará a sua mentalidade? Quinze minutos de Bíblia ou cinco horas de miscelânea virtual?

O salmista dirá que quem deseja ser árvore “nessa lei medita dia e noite”. Dia e noite! São pessoas intensas e que mergulham na Palavra de Deus. A conselheira da pessoa árvore é a Palavra de Deus. Não estou dizendo que você não pode estudar outros assuntos e que não pode assistir a um vídeo na internet ou a um número de humor. Não é esse o foco. A questão é onde você mergulha. Onde você investe mais o seu tempo será o que formará a sua mentalidade. De palha ou de árvore.

Como eu, muita gente teve grandes experiências em retiros espirituais, talvez as maiores de suas vidas. Por que será que isso acontece? Porque nesses ambientes há um mergulho de horas e horas com o mesmo objetivo: buscar a presença de Deus. Pela manhã, uma palavra; à tarde, uma atividade com padrões bíblicos e foco no caráter; um culto abençoado à noite. Não bastasse isso, estamos rodeados por pessoas focadas em Deus e empurrando-nos para ele. Esse ambiente gera mudanças significativas em nossas vidas.

Desafio você a ter uma vida de retiro! Tenha uma vida de acampamento e abra mão de distrações para poder mergulhar na Palavra de Deus, procurando pensar somente nas coisas do alto para, então, adquirir a mentalidade de Cristo e poder beber das correntes de água que estão no seu coração. Você é a árvore plantada junto às águas vivas e precisa delas para ter uma qualidade de vida diferente de todos, aquela de quem tem paz e alegria independentemente das circunstâncias.

Mergulhar na Palavra de Deus não é ler a Bíblia o tempo todo, mas estar o tempo todo ligado na mentalidade bíblica lendo-a, orando, ouvindo louvores, indo à reunião da igreja, desenvolvendo discipulado, lendo outros livros e assistindo vídeos pertinentes. A propósito, a quais vídeos que você tem assistido? Eu sou muito grato aos meus pais porque, quando eu era criança, eles me mergulharam na Palavra de Deus, desde desenhos animados, passando por livrinhos de histó- ria e desenhos, tudo da Bíblia. Isso foi maravilhoso, porque como disse o salmista: “Pelo contrário, o seu prazer está na lei do Senhor e nela medita de dia e noite, ele será como a árvore plantada junto às correntes de águas que dá seu fruto no tempo certo e cuja folhagem não murcha e tudo que ele fizer prosperará”.

Para você que deseja ser uma pessoa assim, mergulhe na Palavra de Deus.

 

AJUSTE A CÓPIA CONFORME O MODELO

Crie uma tabela e anote o que você faz a cada meia hora, de segunda-feira a domingo. Só você vai ler, portanto, seja absolutamente sincero. Depois, conte quanto tempo você passa ligado a Deus, seja em filmes, leituras, conversas, reuniões e orações. Feito isso, anote quanto tempo você investe no seu trabalho, no relacionamento com a família e com o lazer. Compare e priorize. Em que você deveria gastar mais tempo? Faça um plano para diminuir o tempo usado de maneira tola e acrescente atividades focadas no céu.

ORE COMIGO:

Deus, eu digo que o amo e falo que quero estar mais pró- ximo a você, mas eu me pego gastando um tempo precioso com tolices, lazer, filmes, redes sociais e atividades que não ajudam em nada para que eu fique mais parecido com Jesus. Ajude-me a mudar minha programação e a buscar mais o Espírito Santo. Que eu seja uma cópia fiel de Jesus, no nome de quem oro, amém.